Na medida certa

Chevrolet Opala SS 1974

Em busca de tornar os projetos dos desenhos mais acessíveis e reais, agora além de desenhar faço também uma pesquisa sobre peças compatíveis com o modelo. Como gosto de desenhar criando coisas, normalmente o carro terá uma ou outra peça fictícia, mas não será nada impossível de fabricar.

Na engenharia estudamos sobre processos de produção, resistência dos materiais, formas e suas funções. O bom engenheiro alia boas ideias com um custo de produção mais barato, mas nem sempre os projetos são visualmente bonitos. Considerado como supérfluo para alguns, o investimento no design é necessário caso você queira atrair compradores do seu produto, pois este é um dos principais atrativos para conquistar o cliente. Como gosto de ambas áreas, tento aliar um com o outro, como será explicado a seguir...

A ideia do projeto deste desenho é dar um ar mais moderno e esportivo ao Opala, mantendo os traços originais do carro. Os frisos cromados do carro, capô e rodas seriam pintados na cor preto fosco (a cor preta fosca é comumente utilizados em modelos da década de 1970 para indicar esportividade, por isso o motivo da escolha) contrastando com a carroceria azul metálica.

Os parachoques dianteiro e traseiro cromados dariam lugar a novos de desenho mais reto, pintados na mesma cor da carroceria. Além deles seriam adicionados faróis de neblina acoplados na carroceria e retrovisores aerodinâmicos vindos dos Opalas SS de modelo posterior. As rodas são as nacionais Mangels Orion possuem as mesmas furações das originais, logo não seriam necessárias adaptações. O capô teria uma entrada de ar no meio, ao estilo "shaker hood" (onde a entrada de ar fica acoplada no motor e não no capô. Um exemplo é o encontrado no Plymouth Barracuda) e uma nova grade seria colocada, seguindo o padrão do design dos faróis. Para finalizar, a faixa lateral preta com o detalhe verde amarelo finalizaria o veículo.

Os novos desenhos que sairão agora irão seguir esse padrão mais comercial, para viabilizar o projeto e treinar mais a engenharia econômica, utilizando peças compatíveis para reduzir o preço de adaptações. Assim, quem sabe, no futuro alguns poderão sair do papel...

Escrito por:
Victor Braga e Bravo
Fundador do Victor Bravo Design, Victor Braga e Bravo é estudante de Engenharia Mecânica, trabalhando também na área de design, com foco principal na customização de automóveis.