Abdicando o GTi

28 DE MARÇO, 2014
Volkswagen Gol 1998 "R32"

Pequena história:

Criado com a função de ser o substituto do Fusca, o Gol nasceu em 1980. Tendo sucesso nas vendas, conseguiu cumprir o seu objetivo e garantir a vinda de novas gerações. O desenho acima é do modelo da segunda geração, que tornou-se bem popular pelos preparadores no início dos anos 2000, impulsionado pela cultura tuning que estava em alta na época.

Sobre a personalização:

Visando dar um porte mais esportivo e visual de um carro do segmento superior ao Gol, me baseei no Golf R32 da quarta geração como referência de design e performance. Os faróis são do modelo GTi, as rodas são as OZ Superturismo 4x100 e se assemelham bastante às utilizadas no R32, temos também retrovisores aerodinâmicos para reduzir o arrasto aerodinâmico. Pára choques e saias foram desenhadas no mesmo estilo das do Golf, além da cor azul metálica utilizada para remeter ao mesmo modelo.

Na mecânica pensei numa troca de motores por um V6 ou quem sabe até o VR6 (que talvez não coubesse no cofre do motor, mas não custa nada imaginar ou planejar, né?) que soariam bastante interessantes. Caso o custo fosse muito elevado, o motor original com alguns ajustes e turbo já trariam um bom desempenho, visto que os motores AP são bem elogiados pela sua facilidade na preparação.

O interior receberia alguns retoques que remetessem aos carros de competição, tais como marcadores novos, bancos concha, volante, pedaleiras e manopla. Sem neons e sem frescuras, ele remeteria aos itens da cultura tuning do início dos anos 2000, mas mantendo o toque e qualidade dignos de um carro preparado de fábrica, fazendo assim muitos imaginarem como é que seria um "Gol R32" se ele fosse desenvolvido pela Volkswagen. Será que ele seria digno de empurrar o GTi uma categoria abaixo?

Escrito por:
Victor Braga e Bravo
Fundador do Victor Bravo Design, Victor Braga e Bravo é estudante de Engenharia Mecânica, trabalhando também na área de design, com foco principal na customização de automóveis.