Dosanko, o pequeno cavalo brasileiro e asiático

23 DE FEVEREIRO, 2017
Imagem mostrando o desenho do Ford Corcel "Dosanko"
Resolução: 1600x900px | 4000x2250px

Mais uma brincadeira da série de como seriam alguns carros nacionais se eles fossem pensados para o mercado asiático, que assim como o Marajó Hokkaido e Voya-J que receberam modificações inspiradas em clássicos japoneses, agora chegou a vez do Ford Corcel, um carro com vertentes americanas, apesar de ter um pequeno passo francês em sua história.

O Corcel nasceu como um projeto da Willys-Overland com a Renault, que foi adquirido pela Ford posteriormente durante seu desenvolvimento. O carro base utilizado para a personalização é o modelo da primeira plataforma que passou por um facelift em 1973 (alguns o nomeiam como "segunda geração") até 1976, recebendo uma nova configuração visual que possuía as linhas próximas ao do Maverick, retirando um pouco do visual europeu e dando uma "americanizada".

Imagem mostrando o desenho da frente do Ford Corcel "Dosanko"

Agora mais uma vez é a vez do Corcel, ou melhor, Dosanko receber as modificações e se tornar o pequeno cavalo residente da ilha de Hokkaido e para isto o primeiro passo foi receber os já consagrados pára-lamas rebitados e alargados, outro foram os fender mirrors, que já são quase um sinônimo de carros asiáticos das décadas de 70 e 80. Outros pequenos e importantes detalhes são pequenos itens que dão um aspecto mais legítimo e caprichado para o conjunto, tais como o pisca lateral e letreiro personalizado com o nome da versão.

Imagem mostrando o desenho da traseira do Ford Corcel "Dosanko"

Algumas partes foram retrabalhadas e criadas, sendo as lanternas traseiras que receberam uma moldura cromada que dão um aspecto mais profundo, vinco retangular na traseira, spoiler dianteiro com abertura maior e grade dianteira cromada com um novo desenho, isto para tirar um pouco do estilo americano que a original possui.

Com inspirações visuais do Nissan Skyline (geração C10) e Mitusbishi Lancer dos anos 70, até que o estilo da carroceria do Corcel consegue se adaptar bem para as linhas orientais e um dos recursos que mais fazem falta para os entusiastas é a tração traseira. Como talvez alguns não saibam, o Corcel naturalmente traciona pelas rodas dianteiras, mas sempre é possível adaptar e reprojetar motores e transmissão, mas lembre-se que existem carros tração dianteira que são tão divertidos quando de guiar quanto os de traseira.

Imagem mostrando a foto do Skyline C10 e Lancer
Nissan Skyline (C10) na direita e Mitsubishi Lancer  na esquerda. Ambos serviram de inspiração para o projeto. (Créditos das fotos: não achei informação sobre os créditos dos fotógrafos)

Alguns colegas até me indicaram fazer uma versão mais radical do Dosanko (algo que possivelmente será feito mais adiante), mas como um pequeno exercício de criatividade primeiramente veio a versão mais padrão. E para você, será que se o Corcel fosse feita uma variação local para o mercado asiático seria semelhante a este? :)

Escrito por:

Fundador do Victor Bravo Design, Victor Braga e Bravo é estudante de Engenharia Mecânica, trabalhando também na área de design, com foco principal na customização de automóveis.