Carros Nacionais Icônicos - Puma GTE 1972

12 DE ABRIL, 2017
Imagem mostrando o desenho do Puma GTE 1972
Puma GTE 1972

A criação do nome GT dos Puma veio em 1966 com a fundação oficial da marca dos esportivos de fibra, onde foi recebendo alterações mecânicas e visuais até chegar ao modelo de 1970, onde o "GT" foi apresentado pela primeira vez em uma exposição estrangeira, em Sevilha, na Espanha.

GT entre aspas porque a partir dali seria chamado de GTE, com o "E" para denominar o modelo de "Exportação", no qual recebia pequenas alterações visuais e de segurança para atender as legislações de outros países, tais como piscas laterais, bancos com encosto para a cabeça, luz de ré, pisca alerta e sistema duplo de freios.

O motor original era o 1600cc refrigerado a ar dos Volkswagen com o câmbio manual de 4 marchas, que recebia dupla carburação e mais alguns ajustes gerando 70cv a 4700rpm e 13,2kgfm a 3000rpm, tendo o peso total de 700kg, graças à carroceria feita em fibra, mais leve que o aço. Caso os donos quisessem um desempenho ainda maior, a Puma também oferecia as opções de motor 1700cc, 180cc,1900cc e 2000cc.

Escrito por:

Fundador do Victor Bravo Design, Victor Braga e Bravo é estudante de Engenharia Mecânica, trabalhando também na área de design, com foco principal na customização de automóveis.