Guepardo CRS, a reencarnação do felino dos anos 80

29 DE JUNHO, 2016
Imagem com o desenho do Guepardo CRS 2016
Resolução: 1600x900px | 4000x2250px

Em 1983 nascia o Guepardo, um fora-de-série brasileiro que buscava trazer um estilo mais arrojado para as ruas do país, uma resposta para disponibilizar veículos mais exclusivos num mercado proibido de importações. Idealizado no Rio Grande do Sul, ele era um cupê feito por cima do Volkswagen Voyage que recebia diversos retoques no visual e apliques em fibra de visual único. Caso queira saber um pouco mais sobre a sua história, clique aqui para ler o post do "Raridades Nacionais - Guepardo".

Imagem das fotos do Guepardo 1983
Guepardo de 1983 (Fotos: Revista Motor 3)

Assim como no projeto clássico de 1983, o novo Guepardo CRS (Cupê Rio Grande do Sul) também se baseia na carroceria do Voyage, podendo ser qualquer uma carroceria das gerações G5, G6 ou G7, porém como os Voyage deste período nunca foram oferecidos na configuração de duas portas, é necessário um transplante do irmão Gol do mesmo ano, recebendo reforços estruturais na coluna B. Além das portas, outros acessórios também viriam da linha Volkswagen, tais como faróis e lanternas vindos do Golf GTI, dando uma cara além de um simples "Gol Cupê".

Os pára-choques  tiveram suas linhas inspiradas no conceito Golf Vision GTI, como se pode notar nas entradas de ar laterais, com alguns retoques e linhas próprias. Os adesivos que vão do pára-choque traseiro até o dianteiro servem como referência ao modelo de primeira geração, que possui pintura dois tons separado por duas linhas vermelhas finas e as rodas são as TSW München, dando uma cara esportiva e germânica ao conjunto. Outro detalhe estético (e também aerodinâmico) é o Gurney Flap (espécie de mini-aerofólio) na traseira, em preto, pedido sugerido pelo próprio Ronaldo.

Imagem do desenho do Guepardo CRS 2016 (Frente)

Para dar aquela força para empurrar a nova carroceria, algo que fosse condizente com o visual do carro, conversei com alguns amigos para coletar sugestões e muitos sugeriram a motorização 1.4 e 2.0 TSI, com o sistema de tração integral do Audi TT (possível é, porém serão necessários estudos e testes para ver a adaptação). Eu pessoalmente penso em algo que vá de 200cv a 300cv com tração integral ou dianteira já seja o suficiente para transformar em um bólido interessante tanto para as pistas quanto para o dia a dia.

Imagem com o desenho do Guepardo CRS 2016 (Traseira)

O Projeto Guepardo CRS nasceu na intenção de ser uma homenagem ao Ronaldo de Almeida Brochado e Eurico de Almeida Bastos Filho, idealizadores da versão clássica de um fora de série de mesmo nome, utilizando basicamente todo o processo produtivo de seu progenitor (com alguns extras). Além disto, o desafio em criar um modelo novo utilizando a mesma receita das preparadoras de automóveis fora-de-série nacionais dos anos 70 e 80 (carroceria de um carro pré existente com alterações estéticas mais severas na aparência externa) pensando nos reforços, engenharia e certa retenção de custos, com compatibilidade de peças do mercado).

Imagem do desenho do Guepardo CRS 2016 (Farol)

Ele  será um modelo que exige um bom investimento devido a sua exclusividade e processo de construção quase todo artesanal, porém aqueles que procuram um projeto exclusivo com peças originais do grupo VW e uma qualidade com um padrão de fábrica estarão bem servidos com esta nova encarnação do felino gaúcho dos anos 80.

Imagem do desenho do Guepardo CRS 2016 (Lanternas)

Um agradecimento especial à todos que opinaram sobre o projeto e ajudaram a formulá-lo com algumas sugestões e opiniões:

-Anderson Dizeró
-Anderson Silva
-Arthur Santos
-Carlos Aleixo
-Danilo Dall'Ovo Kalaf
-Dany Carvalho Rimes
-Diego Bachini Lima
-Diego Massaia Da Costa
-Ediel Alexandre
-Eduardo Oliveira
-Felipe Orbaneça Mania
-Flávio Beutler
-Gustavo Eugênio
-Gustavo Sampaio
-Heiutor Pacheco
-Hendrick Felipe
-Higor HVC
-Jessica Teixeira
-João Brigato
-João Kleber Amaral
-João Oliveira
-Julio Werle Berwaldt
-Kleber Pinho da Silva
-Leonardo Figueira
-Luan Carlos
-Marcelo Tanaka
-Nickolas Almeida
-Paula da Silva
-Ricardo Olivi
-Rodolfo Pozzi
-Rodrigo Losano de Carvalho
-Rodrigo Macedo
-Ronaldo Severiano de Almeida
-Surface Custom
-Viniccius Souzza
-Vitor Quadros

Escrito por:
Victor Braga e Bravo
Fundador do Victor Bravo Design, Victor Braga e Bravo é estudante de Engenharia Mecânica, trabalhando também na área de design, com foco principal na customização de automóveis.